Como pode um quadro, um retábulo, uma música ou um espectáculo desenvolver o nosso conhecimento?



Admirar obras de arte é uma forma de compreender melhor o que os indivíduos produzem, e a realidade que narram. Segundo Goodman “Dom Quixote, tomado literalmente, não se aplica a ninguém, mas tomado figurativamente, aplica-se a muitos de nós”. Por isso, “ perguntar se uma pessoa é um Dom Quixote (quixotesca) ou um Dom Juan é uma questão tão genuína como perguntar se uma pessoa é paranóide ou esquizofrénica, é mais fácil de decidir”.
A arte opera de forma simbólica, não exacta e alegórica. Para melhor compreender as manifestações humanas, os historiadores e sociólogos preocupam-se pela arte de uma determinada época ou cultura.

Este blogue tem por objectivo dar a entender esta interacção entre a arte e o conhecimento, e de que forma as ostentações humanas repercutem-se ao longo dos anos e séculos.
O ponto de partida deste espaço, são os Séculos XVII e XVIII, nomeadamente pretende-se abordar a vida de uma corte, rodeada de riquezas, luxos, extravagâncias e exibições, e a repercussão estética-ideológica que esta deixou como herança nas gerações vindouras. Pretende-se assim analisar globalmente a antícope deixada por este movimento desde o seu apogeu até as réstias que se podem encontrar deste nos dias de hoje, tentando assim elaborar um paralelismo ideologicamente estético desde que surgiu o movimento social em si, até à nossa actualidade.

ESPECTÁCULO - Cirque du Soleil

O Cirque du Soleil, foi criado em 1984, já foi visto por cerca de 60 milhões de pessoas que aplaudiram os seus espectáculos. Esta companhia produz espectáculos ao vivo combinam vários meios inovadores e dinâmicos, desde as acrobacias, teatro, dança e música. A sua missão principal, tem sido desde sempre recorrer a imaginação e desenvolver sensações e emoções nos seus espectadores.


O Saltimbanco do Cirque du Soleil

Saltimbanco, que em italiano significa "saltare in banco", e pode ser traduzido literalmente como "pular dum banco", explora a experiência urbana numa miríade de formas: as pessoas que lá vivem, as suas diferenças e semelhanças, a família e o grupo, os ruídos da rua e as alturas vertiginosas dos arranha-céus. Entre tempestades e calmaria, proezas e poesia, Saltimbanco transporta os espectadores para uma viagem alegórica e acrobática ao coração da cidade.

Saltimbanco é um espectáculo típico do Cirque du Soleil inspirado pelo tecido urbano da metrópole e seus habitantes coloridos. Com um vocabulário definitivamente barroco, o ecléctico grupo de personagens do espectáculo transporta os espectadores para um fantástico mundo de sonhos e uma imaginária cidade onde a diversidade é a razão para ter esperança.

Texto Retirado: http://www.cirquedusoleil.com


video

0 comentários:

Enviar um comentário

Livros e Filmes


Filme: Maria Antonietta

Filme:Le Roi Dance

Filme: O poder da arte

Filme: A Rapariga com Brinco de Pérola

Livro: Burguês Fidalgo/Sganarelo Autor: Molière